• PMBOK Guide 5a edição – Seção 1.6 – Business Value

    by  • March 14, 2013 • PMBOK 5a Edição, Português, Project Management • 0 Comments

    Continuando a série PMBOK 5a edição (http://bit.ly/pmbok5aedicao)

    Business Value

    Valor de negócio é conceito único para cada organização, que engloba a soma total de valores tangíveis (capital monetário, valor das ações, patrimônios e etc.) e intangíveis (reconhecimento da marca, benefício público, know-how) de uma organização.

    Para alcançar valores de negócio com sucesso, a organização deve começar com um abrangente planejamento e gerenciamento estratégico .

    Estratégias organizacionais efetivas dão a direção para o desenvolvimento e também a medidas de desempenho e sucesso.

    Business Value + Portfolio, Program and Project Management

    Valores de Negócio podem ser de curto, médio ou longo prazo e podem ser criados através de operações em andamento ou pelo uso efetivo de gerenciamento de portifólios, programas e projetos.

    Gerenciamento de Portifólio alinha componentes (projetos, programas e operações) à estratégia organizacional, otimizando objetivos, dependências, custos, cronogramas, benefícios, recursos e riscos.

    Gerenciamento de Programas foca nas interdependências entre projetos e alinha vários projetos para otimizar e integrar custos, cronogramas, esforços e benefícios.

    Gerenciamento de Projetos aplica conhecimento, processos, habilidades, ferramentas e técnicas para aumentar as chances de sucesso dos projetos.

    Para atingir um gerenciamento de investimentos e realização de valor de negócio efetivos, as organizações podem fortalecer práticas estruturais, culturais, tecnológicas, e de recursos humanos que facilitem o gerenciamento de portifólios,  programs e projetos.

    [Fim do resumo da seção 1.6]

    Uma organização como a Polícia Militar de São Paulo pode ter como valores de negócio o benefício público da segurança e ordem pública, assim como a imagem e confiança por parte dos cidadões.

    Ela pode alcançar isso através de uma estratégia organizacional que direciona as operações (trabalho diário dos policiais, patrulhas, investigações e etc), portifólios, programas e projetos (projeto de “Centrais de Flagrante”, “Malote Digital” e “Educar para o Trânsito é Educar para a Vida”, por exemplo) e medidas de desempenho e sucesso (quantidade de assaltos e assassinatos, por exemplo).

    E para melhorar as operações do dia-a-dia, ela pode criar portifólios, programas e projetos. Por exemplo, ela pode criar um projeto (que é temporário, e não contínuo como uma operação) para, por exemplo, informatizar as viaturas. Esse projeto por sua vez, irá aumentar a eficiência da operação das patrulhas.

    Uma vez que você entender o todo, ou, a motivação para a existência do seu projeto, tudo fará mais sentido, e as chances do seu projeto ser entregue com sucesso podem aumentar muito.
    Entender o todo, te ajuda a definir e priorizar o escopo, a gerenciar os stakeholders fundamentais e a entregar o que a sua organização realmente precisa.

    Dizem que toda boa empresa deve ter uma missão e valores a serem seguidos, sempre. O mesmo pode se aplicar e estender à um projeto. Se o seu projeto não está alinhado ou entregando parte da missão da empresa ou não respeita os valores da empresa, é muito provável que ele não gerará um valor de negócio tão grande quanto ele poderia.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *